ACAM MG
ACAM MG
  • A lenda da Mãe-do-ouro

    | Cliques: 423 A lenda da Mãe-do-ouro

     Contam os mais antigos que desde meados do século 18, tempo do Ciclo do Ouro, a Mãe-do-Ouro anda pelo interior do Brasil, especialmente em Minas Gerais onde existe o cobiçado metal em fartura

    Tida como grande defensora da Natureza, a entidade aparece sob a forma de uma bola de fogo, pairada no ar, indicando os locais onde se encontram jazidas de ouro que não devem ser exploradas.

    Dizem que é uma espécie de protetora desses depósitos naturais de ouro e que graças a ela ainda não devastaram tudo. Todo garimpeiro sabe que a desobediência ao aviso é certeza de infortúnio. E dizem também que poucos usam desobedecê-la.  Aqui em Mariana não há quem já não tenha ouvido falar nela.

    Já foi avistada por muitas pessoas, no Distrito de Camargos, relatos de caçadores no meio da mata que se depararam com uma bola incandescente, os que ousaram chegar mais perto tiveram queimaduras nos olhos idênticas as feitas por exposição a luz de solda.

    Relatos em Ouro Preto da mãe do ouro não é incomum sendo o último avistamento no morro do cachorro perto do pico do Itacolomy

    Em muitos lugares do brasil, a Mãe-do-Ouro toma a forma de uma mulher bonita que habita cavernas e locais sombrios, e, após atrair homens que maltratam as esposas, os faz largar suas famílias, mas trata de não deixar a mulher sofrendo, e coloca outra pessoa em seu caminho.

    A lenda diz que a Mãe-do-Ouro é ainda mais implacável ao saber de um caso de garimpo nos locais que ela apareceu. Aí, durante a madrugada, a bola de fogo se tona mais incandescente Usando do seu fascínio, atrai o garimpeiro e o leva para uma caverna de onde nunca mais o liberta.

     

     

     

     

     

Imagens relacionadas