ACAM MG
ACAM MG
  • ASSOMBRAÇÃO FAZ VIGILANTE PEDIR PARA SAIR DO ICHS / UFOP

    | Cliques: 497 ASSOMBRAÇÃO FAZ VIGILANTE  PEDIR PARA SAIR DO ICHS / UFOP

    Sr. Francisco da Silva, conhecido como Chicão, é vigilante na Universidade Federal de Ouro Preto há vinte e oito anos. Já viu muita coisa, porém nada mais o assusta do que passar as noites sozinho no ICHS. Sozinho não, pois existem barulhos e gemidos pelo prédio. Porém Chicão bravamente resistiu a tudo, até que encontrou com um padre de batina que passou por ele, e atravessou a parede !
    Desde então ele solicitou mudança de local de trabalho e foi atendido.
    Equipe da ACAM, Associação de Caçadores de Assombração e Monstros de Mariana apurou o caso, e descobriu que foi realizada por Dom Oscar uma missa pela alma do padre Cornaglioto, que atazanava todos na década de 90, logo após a UFOP assumir o prédio a Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte foi deixada de lado, ainda mais que quase todos diretores do ICHS eram ateus, já viu o que dá ateu tomar conta de Igreja, ela quase caiu e raramente tinham missas. Nesse tempo as aparições do padre começaram . Falecido Sr. Pacheco, ilustre funcionário da Câmara de Mariana, foi a missa feita no ICHS pelo Arcebispo Dom Oscar em intenção da alma do padre Cornaglioto.
    Vicente Evangelista Bispo, chefe de segurança da UFOP disse que é muito comum vigias terem medo de assombrações, porém com algumas dicas fornecidas pela ACAM a convivência se torna possivel, pois todos temos direitos, e as assombrações também. Vicente é presidente de honra da ACAM.
    “Quando aparece esses casos de relatos de assombração levamos as reuniões da ACAM, estudamos a melhor abordagem, e o vigia pode passar por uma capacitação oferecida gratuitamente para lidar com esse problema de segurança detrabalho.
    Segundo Vicente Bispo é comum também casos de assombrações nas outras unidades da UFOP como IFAC, Escola de Minas, e Escola de Farmácia.
    Chicão foi transferido para a Escola de Minas e foi convidado pela ACAM a fazer curso de “Como conviver com assombrações em ambiente de trabalho e em casa”, dado gratuitamente pela equipe da ACAM.
    O curso inclui uma visita a Camargos, distrito mais assombrado de Mariana, e um jantar na Fazenda da Palha.
    “O sobrenatural é uma coisa natural” garante Isaac Rangel, membro da Equipe de Campo e Pesquisa da ACAM. “ Se soubermos as regras de convivência uma pessoa e uma assombração podem conviver de forma harmoiosa sob o mesmo teto”.
    Vários casos de assombraçoes também em Repúblicas em Mariana e Ouro Preto.
    Certa vez uma república entrou em contato com a ACAM devido a espirros constantes no forro da casa a meia noite. Lauro Rooke foi até o local junto com equipe e constatou que era apenas um gambá gripado !
    Para entrar em contato com a ACAM acessar o site: acammg.com.br .